"O que o juiz iníquo disse que foi tão forte que eu acho que foi a única vez que Jesus nos disse para ouvir um homem mau?"

"O que o juiz iníquo disse que foi tão forte que eu acho que foi a única vez que Jesus nos disse para ouvir um homem mau?"

 “Considerai no que diz este juiz iníquo” (Lucas 18.6)

Certo dia, Jesus contou aos seus discípulos uma história para exemplificar a necessidade de estar na Fé, orar constantemente e jamais desistir. “Havia um juiz em uma cidade”, disse Ele, “que não acreditava em Deus, era mau e desprezava a todos. Uma viúva daquela cidade vinha procurá-lo insistentemente, implorando que julgasse sua causa contra alguém que lhe havia causado dano.”

Mas o que o juiz iníquo disse?
Primeiro vamos dar uma pequena pausa.

Nada que Jesus dizia era por coincidência ou sem propósito. Ele sempre escolhia cuidadosamente os temas de suas histórias. Cada palavra e cada assunto eram mencionados por alguma razão. Tenha isso em mente quando você estiver lendo as Palavras dEle nos Evangelhos.

Nessa história em particular, Jesus destacou dois tipos de pessoas completamente opostas. De um lado o juiz iníquo, mau e arrogante; do outro, a viúva fraca, carente e indefesa.

O juiz injusto representa a perversão e a corrupção da justiça humana. Uma forma de mostrar como as coisas são neste mundo. O poder oprimindo o fraco; o errado parecendo prevalecer sobre o certo. Ele retrata a desesperança da nossa Justiça.

Mas o que o juiz iníquo disse?
Espere um minuto que nós vamos chegar lá.

Por que Jesus escolheu a viúva para essa história? Porque Ele não escolheu uma esposa, um trabalhador ou um pai? Na época, as viúvas eram desprezadas. Se o marido morria e não lhe deixava herança, ela ficava ao relento. Elas não tinham ninguém para defendê-las ou dar suporte financeiro. E você sabe qual a chance de essas mulheres conseguirem trabalho naquela época? Certo, quase nenhuma. A função da mulher era ficar em casa. Além disso, havia o fato de que as viúvas eram normalmente mais velhas, e no que diz respeito à condição física, não conseguiriam fazer muito. Aí você já pode imaginar a situação. E também pensar melhor sobre a oferta da viúva, aquela que era pobre e que deu a Jesus todo o dinheiro que tinha.

Mas o que o juiz iníquo disse?
...Por um momento ele apenas ignorou a viúva. Ela batia na porta dele ou ia aonde quer que ele fosse para julgar; ela teimava em ser ouvida.

Imaginem quantos dias ela deve ter acordado cedo, ficado em pé diante da porta dele, esperando para falar com ele, fazendo tudo para ser notada, chegando em casa somente à noite e sem resposta. Mas depois de um tempo, o juiz iníquo resolveu atendê-la.

Sim, e o que ele disse?
Quer saber? O que o perverso disse foi tão forte que eu acredito que essa tenha sido a única vez que Jesus nos disse para ouvir um homem mau.

O Senhor Jesus então concluiu Sua história. “Aprenda uma lição com esse juiz perverso. Se ele se rendeu, lhe respondendo, não responderá Deus aos Seus escolhidos que se esforçam dia e noite na FÉ e em oração? Irá Ele ignorá-los? Eu digo que Ele irá lhes fazer justiça o mais rápido possível! Mas quando eu, o Filho de Homem, retornar, quantos eu acharei com FÉ?”

Devido às suas experiências amargas, você pode ter perdido toda a sua fé na justiça. Você pode estar se sentindo sozinho e cansado de lutar. Mas quando você estiver se sentindo deste jeito, lembre-se do que o juiz iníquo disse.

Sim, e O QUE O JUIZ INÍQUO DISSE, bispo???
Tudo bem, não precisa gritar. Aqui está o que ele disse:

"Eu não temo a Deus nem a homem algum, e essa mulher está me enlouquecendo. Eu vou tomar providências para que a justiça resolva o caso dela, porque ela está me consumindo com sua insistência!”

Fé é manter-se lutando pelo que é certo até que se consiga.

Você ouviu o que o juiz iníquo disse?


Bispo Renato Cardoso

 

Publicado Pastor Maurício Meirelles